Ficha técnica

  • Ano 2011
  • Quilômetros 91.000 km
  • Tipo Hatch
  • Motor 1.6
  • Potência 184hp
  • Transmissão Automática
  • Cor Preto
  • Tipo de combustível Gasolina
  • Portas 5
  • Quantidade de pessoas : 5
  • Altura : 1561 mm
  • Comprimento : 4110 mm
  • Largura : 1789 mm
  • Distância entre eixos : 2595 mm
  • Tanque de combustível : 47 L
  • Válvulas por cilindro : 4
  • Direção : Elétrica
  • Controle de tração : Integral
  • Número de velocidades : 6
  • Airbag motorista
  • Airbag de cortina
  • Airbag laterais
  • Airbag para motorista e passageiro
  • Alarme
  • Controle de estabilidade
  • Faróis anti-nevoeiro
  • Faróis de neblina dianteiros
  • Faróis de neblina traseiros
  • Faróis de xenon
  • Freios ABS
  • Distribuição eletrônica de frenagem
  • Terceira luz de freio led
  • Tração ASR
  • Ar-condicionado
  • Banco motorista com regulagem de altura
  • Banco acompanhante com regulagem de altura
  • Banco traseiro retrátil
  • Computador de bordo
  • Vidros elétricos
  • Controle elétrico para os retrovisores
  • Faróis com regulação automática
  • GPS
  • Piloto automático
  • Sensor de chuva
  • Bancos em couro
  • Rodas de liga leve
  • Pára-choques na cor do veículo
  • AM/FM
  • Bluetooth
  • Controle remoto para rádio no volante
  • Entrada USB
  • Adaptador para MP3 portátil (i-pod)
Ver a ficha técnica completa

Descrição

MINI COOPER S ALL4 1.6 JOHN COOPER WORKS IMPECÁVEL, REVISADO, 2011



Veículo realmente impecável! Parece que acabou de sair da Concessionária! Não possui detalhes de mecânica ou funilaria... O carro está em estado de zero KM, tanto da parte interna quanto da externa!!



Pneus NOVÍSSIMOS! (recentemente trocados). VEÍCULO EM ESTADO DE ZERO KM COM TETO PANORÂMICO E KIT JOHN COOPER WORKS. PARA PESSOAS EXIGENTES!!


Recentemente fiz uma revisão onde foram verificados alguns ítens do carro, tais como:

-bomba de alta pressão (trocada);
-tampa do fecho (trocada);
-bomba de Água, Bomba de Agua secundária;
-carcaça da Valvula Termostatica
-correia Trapezoidal
-sistema do corpo de borboleta (limpeza);
-óleo e filtros (trocados, exceto óleo de câmbio);
-pastilhas de freio (trocados);
-palhetas limpadora de parabrisas (trocados).



Além de todos os ítens de série o veículo ainda vem equipado com xenôn de fábrica, kit multimídia completo, sistema de alto falantes HARMAN KARDON, ar condicionado digital, sensor de ré de fábrica com sonar, porta óculos, guarda chuva e kit de ferramentas personalizados com o tema do veículo!!



Opcionais:

Airbag, Ar condicionado, Ar quente, Banco com regulagem de altura, Bancos em couro, Computador de bordo, Controle automático de velocidade, Controle de tração, Desembaçador traseiro, Direção hidráulica, Encosto de cabeça traseiro, Farol de xenônio, Freio ABS, Retrovisor fotocrômico, Rodas de liga leve, Tração 4x4, Travas elétricas, Vidros elétricos, Volante com regulagem de altura.




MATÉRIA DE REVISTA ESPECIALIZADA, 2011


John Cooper foi um mecânico inglês dos bons, daqueles que tinham gasolina correndo nas veias. Além de ter sido o criador dos Fórmula 1 de motor traseiro em 1957, Cooper ganhou os campeonatos de 1959 e 1961, mesma época em que começou a preparar o inocente Mini, criado recentemente pelo seu amigo Sir Alec Issigonis.




O primeiro Mini Cooper de 1960 tinha 55 cv, o que parece nada, mas que era uma pimenta bem ardida perto dos 34 cv originais. Fez tanto sucesso que o nome do Cooper foi acrescentado ao modelo original que foi feito até 2000 e, hoje em dia, serve de batismo ao Mini mais nervoso de todos: o John Cooper Works, que chega ao Brasil pelo preço de R$ 153.953, R$ 14 mil a mais que o Cooper S.



Vocação esportiva do Mini é levada ao extremo na versão John Cooper Works



No cenário automotivo, o papel de mexer com o imaginário das pessoas é geralmente delegado aos modelos esportivos. São carros com belas carrocerias, motores fortes e desempenhos avassaladores.



Mas o trânsito caótico nas grandes cidades começa a mudar um pouco essa percepção. Nos últimos tempos, os chamados “funcars” têm conseguido adeptos e admiradores. Eles são aqueles carros com design não convencional e foco principalmente no público jovem e feminino.




E dentre eles, um dos que mais se destaca – tanto nas vendas como nas vitrines – é o Mini Cooper. Só que na sua versão mais cara e mais potente, a John Cooper Works, o modelo apela também para os amantes da velocidade. Ele é praticamente uma configuração preparada para as pistas do pequeno carro de origem inglesa.




Para levar o Mini John Cooper Works para casa, são necessários R$ 139 mil. Significativos R$ 70 mil a mais que o Cooper One, o mais barato da linha. É esse um dos motivos para que apenas cerca de 5% de compradores do Mini optem pela configuração mais esportiva. Outro é o efeito colateral de um carro de alto desempenho: a suspensão extremamente dura.



A transmissão é diferente. É uma manual de seis marchas adaptada para aguentar os níveis de potência e torque que o motor desenvolve nesta versão.



A suspensão foi reforçada, com acerto mais rígido, privilegiando a dirigibilidade. Além de andar rápido, o Mini JCW também para com agilidade. A marca inglesa usou freios inspirados nos modelos de competição da categoria Mini Challenge. As rodas são de 17 polegadas e feitas de um composto leve e pesam menos de 10 kg cada.



A tecnologia embarcada nas mudanças mecânicas é acompanhada pelos itens de série do carro.



Estão lá equipamentos esperados como ar-condicionado automático, direção elétrica, trio elétrico, bancos em couro, computador de bordo, faróis de xenon e volante multifuncional. Um dos grandes destaques do interior vai para o sistema de entretenimento com tela, rádio/CD/MP3/USB/iPod/Bluetooth com caixas de som de alta fidelidade Harman Kardon.



Entre os itens de segurança, o Mini JCW também é completo. Tem airbags frontais, laterais e de cabeça, controle de estabilidade, ABS com EBD, assistência de frenagem de emergência, controle de tração, sensor de chuva com acionamento de farol baixo. Afinal, para um carro que faz o que esse pequeno faz nas pistas, é sempre interessante ter um “anjo tecnológico” de guarda.



Ponto a ponto

Desempenho – O pequeno Mini ganha velocidade de forma realmente impressionante. Os 211 cv de potência e, principalmente, os 26,5 kgfm de torque fazem o JCW acelerar a ponto do corpo do “piloto” ser comprimido contra o encosto do banco. O fato de ter a força do motor disponível na longa faixa entre 1.850 e 5.600 rpm permite que o carro seja sempre agil, sem precisar de reduções em quase nenhuma situação. O câmbio manual de seis marchas também faz bem o seu papel, com engates bem precisos. Nota 10.



Estabilidade – Por ser o ponto alto da esportividade de um Mini, o JCW ganhou o melhor acerto de suspensão possível para curvas. Além de muito rígida, tem um curso curtíssimo. Com isso, a carroceria praticamente não rola nas mudanças de direção. As dimensões e o fato de ser um carro “entre-eixos” – com boa parte de seus 1.130 kg centralizada – ajudam para que o carro reaja muito bem aos movimentos no volante, sempre apontando para a direção correta. No entanto, como não tem um “down-force” muito acentuado – até porque não é tão aerodinâmico –, cola pouco no chão em velocidades muito altas. Nada que transmita insegurança. Nota 9.




Consumo – Durante o teste, o Mini John Cooper Works fez a média de 11,5 km/l de gasolina em um circuito misto. Para um carro com o desempenho que tem, é excelente. Nota 9.




Tecnologia – Sob a carcaça do Mini, há uma enormidade de materiais nobres e um conjunto mecânico bastante avançado. O motor tem injeção direta, turbo e comando variável, além da suspensão ser pneumática. A lista de equipamentos conta com seis airbags e itens de conforto como ar-condicionado automático e sistema da entretenimento. Faltam, no entanto, alguns mimos como o ajuste elétrico dos bancos. Nota 9.




Acabamento – A cabine do Mini impressiona mais pelo seu desenho do que pela qualidade dos acabamentos em si. São bem encaixados e de muito bom gosto, mas quem rouba mesmo a cena é o estilo retrô do interior. O único ponto negativo é o fato de que, em alguns momentos, algumas peças ficavam “batendo”, fruto da suspensão dura. Nota 8.




Design – A versão JCW consegue deixar o Mini ainda mais charmoso. As exclusivas rodas de 17 polegadas além da suspensão rebaixada ajudam a deixar as formas da carroceria ainda mais atraentes e esportivas. Faz um belo conjunto com o estilo retrô proposto pela marca. Nota 9.




Impressões ao dirigir

Veloz e furioso



Basicamente, o Mini John Cooper Works é um carro feito para puristas. A combinação de um motor de 211 cv, um peso total 1.130 kg, um câmbio manual de seis marchas e um carroceria de apenas 3,67 metros e 2,47 metros de entre-eixos transforma o pequeno carro inglês em um “míssil teleguiado”.



Basta pisar no acelerador que o propulsor 1.6 THP responde com grande entrega de torque em praticamente qualquer rotação. E, se for necessária uma redução de marcha, o carro mostra outra grande qualidade: a transmissão mecânica. Os engates são curtos e precisos, perfeitos para quem gosta de conduzir de forma esportiva. O Mini é tanto feito para agradar quem gosta de dirigir que durante as trocas de marcha dá para ouvir o “espirro” do turbo.



A suspensão é outra que é feita para realçar a esportividade do conjunto mecânico. É o acerto mais duro da linha Mini, o que faz com que o carrinho fique muito reativo nas curvas. E é rígido mesmo para rodovias bem pavimentadas.



Por dentro, o volante pequeno ajuda a fazer o inglês mudar de direção com velocidade impressionante. Tanto que fica completamente à vontade em trajetos sinuosos, com curvas de raio curto. Nas retas, a suspensão também deixa o JCW absolutamente neutro e se mantém sob controle, sem exigir correções, mesmo em velocidades altas.



Esse conjunto dinâmico transforma o Mini em uma “fera”, que parece enjaulada quando está abaixo de 120 km/h.



Quando se repara o interior, o modelo dá outro show. O design interno é muito inspirado, com uma boa mescla de um ar retrô com algo mais moderno – um bom exemplo é o velocímetro central com a tela multimídia no miolo.


Outros detalhes oferecem ainda mais charme ao interior, como os botões no estilo de avião e as luzes internas em led que podem mudar de cor. O acabamento também é muito bom. Os materiais são de boa qualidade e muito bem encaixados.



Mas nem tudo é perfeito. A tal esportividade que o conjunto formado por suspensão rígida e câmbio manual com embreagem dura faz com que a vida a bordo do Mini seja um tanto quanto desconfortável. Passar pelos imensos buracos das ruas brasileiras é uma tortura – até o painel interno reclama e chia.



Em caso de viagens longas, algumas paradas para esticar as costas e descansar as pernas se fazem muito necessárias. O espaço interno não é dos melhores, principalmente no banco traseiro, onde apenas crianças conseguem viajar.



Mas o Mini JCW não é um carro para transportar a família. Ele se propõe a levar só dois. E o que fica no banco da esquerda é presenteado com algo que poucos carros podem fornecer hoje em dia: uma grande dose de diversão.



Mini John Cooper Works

Motor: A gasolina, dianteiro, transversal, 1.598 cm³, turbocompressor, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, cabeçote com duplo comando de válvulas com tempo de abertura variável. Injeção direta de combustível e acelerador eletrônico.

Transmissão: Câmbio manual de seis marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Oferece controle de tração.

Potência máxima: 211 cv a 6 mil rpm.

Aceleração de 0 a 100 km/h: 6,5 segundos.

Velocidade máxima: 238 km/h.

Torque máximo: 26,5 kgfm entre 1.850 e 5.600 rpm.

Diâmetro e curso: 85,8 mm X 77 mm. Taxa de compressão: 10,0:1.

Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais e amortecedores pneumáticos. Traseira com braço transversal em alumínio, braços múltiplos, molas helicoidais, amortecedores pneumáticos e barra estabilizadora. Oferece controle de estabilidade.

Pneus: 205/45 R17.

Freios: Discos ventilados nas quatro rodas. ABS, EBD, assistente de frenagem de emergência e controle de frenagem em curvas.

Carroceria: Hatch em monobloco com duas portas e quatro lugares. Com 3,67 metros de comprimento, 1,68 m de largura, 1,41 m de altura e 2,47 m de distância entre-eixos. Airbags frontais, laterais e do tipo cortina.

Peso: 1.130 kg.

Capacidade do porta-malas: 160 litros.

Tanque de combustível: 50 litros.

Produção: Cowley, Inglaterra.

Lançamento: 2009.

Lançamento no Brasil: 2010.

Itens de série: ar-condicionado automático, direção elétrica, trio elétrico, bancos em couro, computador de bordo, faróis de xenon, volante multifuncional, partida por botão, rádio/CD/MP3/USb/iPod/Bluetooth com caixas de som Harman Kardon, tapetes em veludo, bancos dianteiros esportivos com ajuste de altura, airbags frontais, laterais e de cabeça, controle de estabilidade, ABS com EBD, assistência de frenagem de emergência, controle de tração e sensor dechuva com acionamento de farol baixo.



Excelente oportunidade para quem procura um veículo Coupé "Top de Linha", da marca mais conceituada do mercado automotivo, potente, sofisticado, tecnológico, muito bonito e principalmente com excelente preço e procedência...




NÃO TENHO PREÇO PARA REVENDEDORES! POR FAVOR NÃO PERCAM O NOSSO TEMPO COM PROPOSTAS ABSURDAS! JÁ PEÇO UM PREÇO JUSTO, CONSIDERANDO O ESTADO DO MEU VEÍCULO X VALOR DE MERCADO.



"NÃO CONSIGO REDUZIR MAIS O VALOR"



" O preço médio desse veículo nos principais sites de comercialização é R$ " 122.200,00" (a maioria com maior quilometragem e dificilmente estão no mesmo estado de conservação em que o meu se encontra).



Falar com DANIEL

(11) 94900-8281(Whats App)
(11) 97150-6227(Whats App)
(11) 5071-2504

Mini Countryman 1.6 S All4 Aut. 5p

Ninguém opinou sobre este veículo.

Perguntas e respostas

Qual informação você precisa?

Como funciona a reserva? Formas de pagamento

Está com dúvidas?

Estes atalhos ajudarão você a encontrar o que busca.

Ou pergunte ao vendedor

O veículo está em Planalto Paulista - São Paulo Zona Sul - São Paulo

Ano
2011
Quilômetros
91.000 km

Mini Countryman 1.6 S All4 Aut. 5p

R$ 64.000 Ver preços de referência

Pague R$ 1.000 da reserva

Você pode pagar antes ou depois de ver o veículo e o valor é descontado da quantia total.

Opções de pagamento

Combine o restante do pagamento

Combine a forma e as condições de pagamento com o vendedor.

Saiba mais

Devolução sem custo de reserva

Se você se arrepender ou tiver um problema, devolveremos 100%.

Você ganha 333 Mercado Pontos com sua reserva.

Como funciona a reserva?

Você paga uma parte do preço e fazemos a reserva. Em seguida, você combina com o vendedor o restante do pagamento e a entrega.

Não se preocupe, protegemos seu dinheiro da reserva até que você receba o veículo.

Mais informações sobre a reserva

Preços de referência para este veículo

De acordo com os valores de mercado.

91.000 km

Mini | Countryman | 2011

Ver veículos similares

Informação da concessionária

Nome

Bruno Vieira Consultoria

  1. Vermelho
  2. Laranja
  3. Amarelo
  4. Verde claro
  5. Verde

Este vendedor ainda não tem vendas suficientes para ter a reputação calculada.

Telefone

(11) 971506227 (11) 949008281

Localização do veículo

Planalto Paulista - São Paulo Zona Sul - São Paulo

Ver mais dados deste vendedor

Meios de pagamento da reserva

Você pode pagá-la em até 12x com Mercado Pago.

Cartões de crédito

Boleto bancário

Mais informações sobre meios de pagamento

Dicas de segurança

  • Reserve o veículo só pelo Mercado Livre. Não reserve com envios ou adição de dinheiro. Gere os seus boletos e não os receba do vendedor.
  • Não pague sem verificar pessoalmente a documentação e o estado do veículo.
  • Verifique se há pendências de multas ou impostos do carro.
  • Ao agendar uma visita, certifique-se da segurança do local.
  • O Mercado Livre e suas afiliadas não são detentoras dos veículos.
  • Não confie em ofertas abaixo do preço de mercado.
  • Veja o nosso guia de preços.
Mais dicas de segurança

Publicidade

Anúncio #1094353839

Denunciar